Sempre se pensa que bons resultados em monitoramento por câmeras decorrem apenas da escolha de bons equipamentos e bons materiais, porém sabemos que bons carros não fazem boas viagens sem um bom motorista, muito menos permanecem sendo bons carros, se as manutenções temporárias de checagem ou de reparo não forem executadas, mas sim trocadas por “gambiarras” que se acumulam e acabam por encobrir problemas graves no veículo, que possivelmente não chegará ao seu destino. Nesse exemplo por mim adotado de veículos automotores não é incomum vermos carros bons em princípio, parados no acostamento enquanto carros simples e bem cuidados/conduzidos chegam ao seu destino, devolvendo ao seu dono a entrega do objetivo de seu investimento, se locomover.

Em centrais de Circuitos Fechados de TV presenciamos inúmeros casos na mesma situação, problemas acumulados, mal resolvidos ou maquiados colocando todo o investimento de segurança do cliente em cheque, não devolvendo o valor gasto em sua compra e instalação em sua segurança com efetividade no monitoramento. Inúmeras falhas de imagem ou até mesmo câmeras fora do ar, sem que se saiba onde se encontra o problema (cabeamento, alimentação, câmeras defeituosa, baluns de vídeo estragados etc), causando muitas vezes prejuízos por não se monitorar a área abrangida por uma câmera fora do ar como roubos ou mal uso do local ou até prejuízos com troca de equipamentos ou cabeamento sem real necessidade por ser impossível identificar qual o motivo da falha daquela câmera.

Prejuízos gerados por acúmulo de “gambiarras” podem ser incalculáveis, chegando até a demissões indevidas de funcionários que “sem culpa” não conseguiram resolver o problema junto à empresa que atendeu o chamado técnico, ou pelo contrário, não demissão de maus funcionários que saíram impunes por não serem gravados enquanto praticavam algum roubo no local não monitorado.

Em 23 anos de mercado, já tomei conhecimento dessas situações ao assumir o comando da manutenção e reestruturação do sistema de CFTV que geraram nossa posterior contratação.

É de extrema importância que os departamentos responsáveis pela administração das centrais de segurança das empresas se reúnam com com suas diretorias, a fim de receberem uma liberação de investimento para a contratação de uma empresa especializada em integração de sistemas eletrônicos de segurança patrimonial, que deverá preparar um plano de manutenções preventivas e corretivas em sua central de segurança, seja em CFTV, Controle de Acesso, Alarmes Monitorados de Perímetro etc.

Não fique parado no acostamento. Os melhores carros também “param” sem manutenções, são os que sofrem ataques de assaltantes, e ficam à mercê de outros perigos.

Valorize seu investimento em segurança, mantenha seus sistemas de proteção efetivos.

*Ilustrações de um case (210 câmeras) atendido pela Magnum no Condomínio Rocha Verá, zonal de São Paulo – SP

Alexandre Toledo

Analista de Risco Sênior – Magnum Seg. Elet. Ltda

Join the discussion One Comment

  • Osiris Silva disse:

    Gostaria de poder ter essa qualidade de atendimento em minha empresa. Realmente cada ponto apresentado é indiscutível.
    Espero um contato.

Leave a Reply

cinco × 1 =